Obs.: você está visualizando a versão para impressão desta página.
Voltar ao topoVer em Libras

QUEBRA CLIMÁTICA: Agronegócio paranaense perdeu quase 4 milhões de toneladas

  1. Início
  2. Novidades
  3. Geral
  4. QUEBRA CLIMÁTICA: Agronegócio paranaense perdeu quase 4 milhões de toneladas
« Mais recente🔀🛈Categoria:Geral
ImprimirReportar erroTags:milho, toneladas, milhões, soja, feijão, plantações e produção197 palavras2 min. para ler

O prejuízo é de R$ 2,48 bilhões. As perdas nas plantações de milho, soja e feijão somam 3,95 milhões de toneladas
Flamma
A quebra da safra de verão no Paraná por causa da seca já chega perto de 20%, segundo relatório do Departamento da Economia Rural (Deral), da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Paraná. O prejuízo é de R$ 2,48 bilhões. As perdas nas plantações de milho, soja e feijão somam 3,95 milhões de toneladas.

Soja - Os maiores prejudicados foram os plantadores de soja: mais da metade da perda econômica do estado é referente à produção da oleaginosa. Segundo o relatório, o prejuízo com a quebra da safra de soja soma R$ 1,76 bilhão, referente a 2,44 milhões de toneladas ou 17,3% da produção esperada.

Milho - A lavoura de milho teve perda de R$ 556,8 milhões, referente a queda de 1,42 milhão de toneladas (19%). E a lavoura de feijão teve perda de R$ 161,76 milhões, queda de 86,4 mil toneladas (20%) em relação a produção estimada.

Chuvas - As chuvas deste mês amenizaram os danos da estiagem e favorecem as plantações de milho e feijão. A área de plantio de milho será aumentada em 22% em relação a do ano anterior. Mas as plantações que estavam mais avançadas tiveram prejuízos irreversíveis.

Este site usa cookies para melhorar a navegação.
Termos legais e privacidade